fbpx

Estratégias Para Montar Um Anel Óptico

Vamos supor que você tenha um pop, e esse seu pop precisa alcançar outro pop. O que todo dono de provedor faz numa situação dessas?

Ele pega uma fibra óptica de 24, leva ela até o poste, coloca um DIO e joga duas fibras até o outro pop. Chegando lá, ele entra com a fibra, e essa fibra 24 FO tem um problema. A pessoa que fez essa instalação tem um anel óptico. Pois, a rota de fibra óptica dele passou por dois lados. No entanto, se o cabo de 24 der algum problema, como o dono desse provedor vai fazer para resolver? Ele vai ter perdido toda a conectividade dele com o pop inteiro!

Existem diversas coisas que podem vir a acontecer com esse cabo de 24, dentre elas:

1- O cabo pode ser vandalizado por alguém.

2 – A caixa de emenda pode ser roubada

3 – O seu profissional de fibra pode acabar arriando essa caixa, e quando ele arriar ela para fazer um troncamento para um cliente, por exemplo, ele pode danificar uma fibra existente naquela rede, ou então, pior ainda, danificar as duas fibras existentes nos dois lados do anel óptico.

Nós podemos dizer, então, que essa caixa de emenda é uma caixa muito vulnerável, é uma caixa muito complexa. Então, qual sugestão eu posso dar para resolver esse problema?

Bom, primeiramente, o modelo de anel óptico que eu apresentei no primeiro parágrafo não é um modelo que eu goste, justamente por conta de todos esses problemas e inconveniências que podem vir a acontecer com ele; No entanto, existe um modelo que é muito melhor e que eu já usei muito ao longo da minha carreira no setor de telecom.

Antes de eu começar a contar qual o modelo de anel óptico que eu prefiro, vamos enfatizar uma coisa: não é só porque eu dou essa sugestão que significa que quem faz do outro jeito automaticamente está errado. Eu gosto de fazer desse jeito porque eu tenho anos de experiência com telecom e, ao meu ver, este é o melhor modelo a ser seguido. Tudo bem?

Então, novamente, vamos supor que você tenha um pop e você precisa conectar o seu pop com outro que está bem longe do seu. O que, então, você deve fazer?

A resposta é: Instalar uma fibra óptica de 12 para um poste, e outra fibra óptica de 12 para outro poste. A partir disso, você vai jogar a sua fibra óptica de 20 quilômetros saindo dos dois postes; lá no outro pop, se for possível, você vai fazer exatamente a mesma coisa: Vai ligar cada uma das duas fibras ópticas de 12 em dois postes diferentes.

Você pode imaginar esse modelo de anel óptico e pensar que é um tanto quanto maluco, e de fato é bem maluco! Mas por que esse modelo é meio maluco? É meio maluco porque eu coloquei dois DIOs, um que vai seguir por uma rota A e outro que vai seguir por uma rota B, só que dessa maneira, eu estou dando bem mais segurança à fibra óptica do que o modelo anterior. Nele, se a sua rede for vandalizada, será vandalizado um cabo, prejudicando toda a rede.

Mas, nesse modelo de anel óptico que eu estou te apresentando, para que a sua rede toda seja prejudicada, os dois cabos precisariam ser vandalizados, as duas caixas de emenda precisariam ser roubadas, se houver um defeito técnico por manuseio, esse defeito deveria acontecer dos dois lados (o que é muito difícil de acontecer, pois dificilmente você terá dois técnicos manuseando duas caixas de emenda ao mesmo tempo) e etc. E, mesmo que um dos lados tiver algum problema, sua rede continuará funcionando e você terá tempo para efetuar o conserto de maneira correta e segura, sem deixar os seus clientes na mão e sem poder utilizar internet.

Em suma, o modelo de anel óptico que eu apresentei para você hoje neste artigo pode evitar um monte de problemas que na sua rede. Recapitulando, você vai montar um DIO para um lado e um DIO para outro lado. O nome desse modelo é “Modelo DIO Duplo”, e é a principal dica que eu dou para vocês quando se trata de montar um provedor de internet com anel óptico.

Agora, vamos supor que você tenha um pop e você precise atender um cliente empresarial, e decide que a melhor maneira de abordar esse cliente empresarial é utilizando o anel óptico. Neste cenário, o seu anel está ligado a outro pop, e entre você e esse outro pop, você possui 10 clientes empresariais ligados na sua rede. Certo?

Por ventura, no seu anel óptico, quatro ligados de um lado e seis ligados de outro. Só que você quer atender esses clientes com redundância, e o que muitos provedores fazem é ligar aos clientes fibras ópticas individuais, e ele faz isso em todos os clientes empresariais. Para melhor entendimento, vamos imaginar a seguinte situação: no cliente um, ele vai ligar a fibra um; no cliente dois ele vai ligar a fibra dois e assim por diante.

Quando o dono do provedor de internet não tem conhecimento técnico, ele passa um cabo de 36 vias, porque o cabo de 36 vias consegue atender 36 clientes pra um lado e 26 clientes para o outro. Ele simplesmente acha que a melhor maneira de resolver as coisas é com dinheiro, e não com inteligência.

A maneira de montar um anel óptico para clientes empresariais que eu acredito ser a mais correta não é essa. Na verdade, eu aconselho que você pegue a fibra óptica, a 10, por exemplo, e vai ligar ela não em um, mas em dois clientes. Ou seja, você vai ligar um cliente no outro. E esse segundo cliente que foi ligado na fibra óptica dez, você também vai ligar ele no terceiro cliente, e o mesmo você vai fazer com o quarto cliente.

Então, todos esses quatro clientes vão ter um equipamento chamado Switch e nesse switch você via ligar um GBIC; o GBIC não vai ligar no pop, ele vai ligar no switch do próximo cliente, fazendo com que a distância entre o primeiro cliente e o pop não seja de literalmente 10 quilômetros.

A distância entre o seu pop e o outro pop pode até ser de dez quilômetros, porém, a distância entre um cliente e outro vai ser mais curta. Então, o GBIC que você vai ligar entre um cliente e outro vai ser um GBIC de distância mais curta. É possível também você utilizar switchs e configurar uma VLAN de saída e conectar ela no roteador do cliente.

Você pode assistir ao vídeo que deu origem a este artigo Clicando Neste Link.

Você também pode ler Este Meu Outro Artigo, onde eu falo sobre algo que você nunca deve fazer no seu provedor de internet.

Allan Caldas é Digital Influencer a 10 anos, programador, Profissional de TI, Eletrônica e Eletrotécnica.

Proprietário de provedor de provedor internet grande numa empresa especializada em links dedicados corporativos e telefonia.

Trabalha no setor de Telecom a 14 anos.

Autor do treinamento Milionários da Telecom (Curso que ensina a montar um provedor de Internet do Zero).

Escreva um comentário

1 comment

Sugestões de leitura

Lista VIP