fbpx

Provedor de internet e a segurança pública

ouvir

Certo dia quando ainda tinha o meu próprio provedor de internet, recebi uma ligação pelo celular em minha empresa que dizia “Alô, boa tarde, sou um inspetor da polícia civil, e gostaria de falar com o Allan Caldas”. Bom, disse a ele que eu era quem procurava e perguntei o que ele desejava. Ele me fez a seguinte pergunta “ Você trabalha na empresa Vox Telecom?”, eu disse que sim, contei a ele que era sócio e proprietário da empresa e perguntei se poderia lhe ajudar.

O inspetor da polícia civil continuou, “Estou com um IP que acessou um e-mail pela última vez em sua rede e preciso identificá-lo”. Fiquei desconfiado, e qualquer um ficaria. Cheguei a pergunta-lo se de fato era um inspetor da polícia civil, pois estava receoso de estar recebendo um golpe em meu provedor de internet.

Quando o policial percebeu minha desconfiança, me explicou tudo o que estava acontecendo e os motivos da ligação peculiar. Me informou que enviaria uma carta oficial, para que eu ficasse mais confortável com toda a situação, mas que se eu pudesse ajudá-lo pelo telefone seria melhor, no sentido de que eu não era obrigado a ajudar, mas se o fizesse, ficaria muito agradecido.

O policial me explicou toda a história. Me contou que uma criança havia fugido da França, e que fora descoberto que ela havia acessado seu e-mail pela última vez por um número de IP do meu provedor de internet, e queria saber de onde esse e-mail foi acessado. Procurei por esse número de IP no sistema do meu provedor de internet e descobri onde estava localizado o IP, que de fato era de um cliente meu, mais especificamente de uma rodoviária.

O policial aflito me explicou toda a história e sobre como fazia todo o sentido aquele IP pertencer aquela rodoviária, inclusive no momento da ligação, até gritou para um colega de trabalho dele um “Está na rodoviária mesmo!, ”por fim, me pediu os dados do local, agradeceu e partiu em missão.

O fato interessante nessa história é que, quando você tira o seu próprio ASN, o contato desse ASN geralmente fica no nome do dono do Provedor de internet, e o seu telefone também fica registrado ali, se tornando informações públicas. Quando aquele policial civil foi investigar a procedência daquele IP, os meus dados apareceram, e por conta disso recebi a ligação.

Como sempre deixo todos os meus dados nos campos de pesquisas atualizados, quando o policial fez a consulta, ele conseguiu entrar em contato comigo. Então, você pode perceber que, com o meu provedor de internet, eu consegui ajudar em uma investigação de uma criança desaparecida. Você pode perceber a importância do seu provedor de internet ter um bloco de IPs próprio e um ASN.

Você pode assistir ao vídeo que deu origem a este artigo Clicando Neste Link

Você também pode ler este meu outro artigo sobre o ASN: o sistema autônomo de números

Escreva um comentário

Lista VIP

podcast 3